Durante investigação, traficante atira em policial civil e morre com tiro no...

Durante investigação, traficante atira em policial civil e morre com tiro no peito

COMPARTILHAR

Policiais do Grupo de Operações e Investigações da Policia Civil receberam, na tarde desta segunda-feira (22), denúncia anônima indicando transação de drogas que ocorreria na rua Georgina Pereira Barbosa, no Jardim Itamaracá, onde um até então suspeito conhecido como Lucas, estaria em um veículo Gol azul atuando no tráfico de entorpecentes.

Os investigadores foram para a região, juntamente com a equipe da Força Tática da 10ª Companhia da PM, para averiguar a situação. A equipe da Força Tática parou a aproximadamente duas quadras e a equipe do GOI parou, com viatura descaracterizada, na rua indicada na denúncia. Um investigador de Polícia Civil desembarcou da viatura e foi até a esquina, momento que chegou um veículo Gol azul no meio da quadra.
Na sequência, o investigador que estava sem nenhuma caracterização policial, caminhou até próximo do veículo para verificar se poderia ser o traficante suspeito. Foi quando uma motocicleta, somente com o condutor, e encostou ao lado do veículo, momento em que o motorista desceu do Gol.

Após descer, o motorista posteriormente identificado como José Lucas da Silva Souto, 27 anos, observou que o investigador estava do outro lado da rua. O investigador percebeu que foi reconhecido, momento em que Lucas sacou uma arma de fogo e atirou na direção do policial e entrou rapidamente no carro, mas de arma em punho. Repelindo o ataque o investigador disparou dois tiros na direção do traficante que foi atingido na região do peito.

O condutor da moto aproveitou o confronto para fugir e não foi localizado. Lucas foi rapidamente socorrido e levado para a UPA Universitário, mas morreu em seguida. Em buscas no veículo de Lucas, os policiais encontraram seus documentos pessoais e 1,610 quilo de cocaína, além de um revólver calibre 32 municiado, sendo que uma bala estava percutida (negou) e uma deflagrada.

Após a identificação de Lucas, equipe da 10ª Companhia da PM localizou o endereço dele, na rua Aragarças, onde em contato com a esposa, esta permitiu a entrada dos Policiais Militares na casa, onde foram encontrados 28 tabletes de cocaína, tendo a mulher afirmado que sabia da atividade do marido.

A mulher recebeu voz de prisão tendo os policiais apreendido na casa R$ 2.950 em dinheiro, que segundo ela afirmou, seria oriundo do tráfico praticado por ela e o marido. O investigador que repeliu o ataque do traficante entregou sua arma e carregador para perícia sendo o caso registrado como tráfico de drogas; tráfico de drogas, relacionado a associarem-se duas ou mais pessoas para o crime de tráfico, homicídio decorrente de oposição a intervenção policial.