É grave o estado de criança baleada por atirador que se matou...

É grave o estado de criança baleada por atirador que se matou em igreja

COMPARTILHAR
Criança deu entra no hospital em estado crítico.

Segue grave o estado da menina Beatriz dos Santos, de 4 anos, ferida com tiro na cabeça e uma das vítimas de Rosemir Fernandes, 52 anos que no começo da noite de ontem aterrorizou a população da cidade como atirador em série matando a ex-companheira, baleando 5 pessoas e por fim se matando no alta da igreja São José. Por pouco, Rosemir não matou sete pessoas, entre elas um advogado que atuou em seu divórcio anterior.

O indivíduo começou a tragédia assassinando sua a ex-mulher, Lucineide Maria dos Santos Ortega, 51 anos, com um tiro nas costas saindo no peito. A fuzilaria promovida pelo elemento teve início na Rua Rangel Torres, Jardim Santa Brígida.

Assim que chegou na casa onde as pessoas aparentemente fumavam narguilé ele começou a atirar matando Lucineide, em seguida atirando no peito Luzia Gonçalves Ortega, 32 anos e em uma das pernas de Dhionatan Santos Ortega, 20 anos.

Na sequência ele atirou ferindo as duas crianças, Beatriz, baleada na cabeça e Laura de 10 anos, baleada no peito. Em sua fúria assassina Rosemir também tentou matar a mãe da menina de quatro anos, que conseguiu correr até a esquina e foi salva porque acabou a munição do atirador, mas este ainda a golpeou com uma coronhada na cabeça.

Outra Mulher

Após a primeira sequência de banditismo, Rosemir foi para a Rua C 12, na Vila Cachoeirinha, onde invadiu a casa de outra ex-esposa, Sônia Regina Barros Galvão, de 47 anos e atirou duas vezes no rosto da mulher.

Dali, ele foi para a casa do advogado Teodoro Ximenes, localizada aos fundo da igreja Assembleia de deus onde tentou assassinar o advogado que escapou se jogando no chão.

Morte no altar

Da casa do advogado, Rosemir foi para a Igreja São José, entrou e caminhou até o altar onde se sentou e se matou com um tiro na cabeça. No momento do suicídio, fiéis estavam na fila do drive-thru para receber a comunhão. Além da arma dos crimes e suicídio, o indivíduo estava com uma faca e munições.

Rosemir já havia planejado o crime há tempos.