Eleito senador, presidente do Paraguai pede renúncia para assumir o novo cargo

Eleito senador, presidente do Paraguai pede renúncia para assumir o novo cargo

COMPARTILHAR

Horácio Cartes apresentou nesta segunda-feira (28) um pedido de renúncia à presidência do Paraguai. Cartes foi eleito senador nas eleições de 22 de abril, quando Mario Abdo Benítez foi eleito o novo presidente. A renúncia de Cartes deve agora ser aprovada ou rejeitada em sessão extraordinária das duas Câmaras do Congresso, e não está claro ainda se ele conseguirá seu objetivo, segundo a imprensa local.

O pedido de renúncia já era previsto, para evitar a duplicidade de funções, já que Cartes deve fazer o juramento como senador no dia 1º de julho. A cerimônia de posse do novo governo será no dia 15 de agosto, que marcará o fim dos cinco anos de Cartes na presidência.

Cartes apresentou sua renúncia em uma carta dirigida ao presidente do Senado, Fernando Lugo. “Adotei essa determinação para dar cumprimento à decisão democrática do povo expressada nas urnas no último 22 de abril, que me elegeu para o cargo de senador da Nação para o período 2018 – 2023”, diz a carta.

Pelo Twitter, Cartes afirmou: “Apresento minha renúncia ao cargo de Presidente da República do Paraguai. Para continuar servindo ao país do Senado da Nação, cumprindo com a vontade popular depositada nas urnas. Deus abençoes o Paraguai!”