Em Dourados, Coronel David reafirma apoio a Bolsonaro e compromisso com MS

Em Dourados, Coronel David reafirma apoio a Bolsonaro e compromisso com MS

COMPARTILHAR

No segundo dia de visitas pelo interior do Estado, o deputado estadual coronel David (sem partido) Coronel David (sem partido), esteve em Dourados onde se encontrou com aliados e compareceu sede do Departamento de Operações de Fronteira (DOF). Ao lado de Rodolfo Nogueira, gerente de projeto internacional da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo), o deputado participou de entrevista à Rádio Grande FM, no programa Hora da Verdade apresentado por Osvaldinho.

Durante o diálogo, o parlamentar fez uma análise do atual quadro político, foi indagado sobre sua saída do partido e reafirmou que estará sempre apoiando o amigo, o presidente Jair Bolsonaro, também sem partido. “Nós buscamos através de uma ação na justiça o desligamento partidário
com o PSL e fomos vitoriosos na decisão do Tribunal Regional Eleitoral

do nosso Estado, é uma decisão que não aceita mais recurso suspensivo, então hoje estou fora do PSL por decisão judicial e vou aguardar o melhor momento, logicamente, junto com o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro que também está sem partido, para que lá na frente, a gente possa continuar envergando as mesmas cores partidárias e certamente tendo mesmo caminho que ele vai trilhar para 2022 sempre pensando em nossa proximidade e amizade com o presidente”, explica.

De volta aos trabalhos depois de se recuperar totalmente da covid-19, o
deputado contou brevemente como superou a doença e como estão suas
expectativas para uma futura vacina.

“Foi terrível e sofrível. É uma experiência que afeta a pessoa psicologicamente e fisicamente, a gente se entristece em ver outras pessoas que não tiveram a mesma sorte que eu. Talvez o meu organismo e
as precauções que tomei nos primeiros sintomas tenha me ajudado a vencer
essa doença, e a gente espera que em breve nós tenhamos realmente uma
vacina para imunizar totalmente a população, todas as perdas que
ocorreram trouxeram muita tristeza, é muito ruim ter que lidar com isso.
A gente se sente próximo da fase mais aguda da doença quando está
internado no hospital como eu fiquei, sozinho. Mas, Deus é muito
bondoso, da mesma forma que ele me curou e milhares de pessoas pelo
Brasil, eu tenho uma fé muito grande, teremos uma vacina que vai servir
para salvar muitas vidas”, conta.