Em menos de 24 horas, três presos morrem em presídios da Capital

Em menos de 24 horas, três presos morrem em presídios da Capital

COMPARTILHAR
Duas mortes ao mesmo no mesmo local, não é comum.

Policiais da 3ª Delegacia de Polícia mal haviam fechado a ocorrência sobre a morte de um interno no Presídio de Segurança Máxima na segunda-feira (28) quando no final da manhã de hoje, 29, foram acionados desta vez para atender um caso de morte de dois internos do Presídio de Trânsito, supostamente mediante suicídio.

Max Manoel Bezerra Gonçalves Neto de 19 anos, e Weverson Ferreira da Silva, 20 anos, internos do Presídio de Trânsito foram encontrados enforcados nos fundos do Pavilhão 2 durante o horário do banho de sol. Eles estavam enforcados com cordas artesanais.
Max e Weverson eram internos recentes tendo dado entrada no Presídio de Trânsito no dia 25 de outubro e deveriam cumprir pena pelo crime de tráfico de entorpecentes. Após levantamentos pela perícia os corpos foram recolhidos ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal – IMOL.

Segunda-feira

O interno Mateus de Souza Silva, de 20 anos, foi encontrado morto nesta segunda-feira (27), no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande. Como no episódio de hoje, o corpo foi encontrado ao final do banho de sol quando era feito o fechamento do Pavilhão 1-A. O corpo de Mateus foi encontrado com uma corda atada ao pescoço.