Em operação na área central PM faz prisão e constata uso de...

Em operação na área central PM faz prisão e constata uso de pousada como “boca”

COMPARTILHAR
O "leque do crime" barrado pela PM na área central.

Nesta quinta-feira a Polícia Militar no andamento da Operação Laburu, desencadeada pelo 1º BPM – área Central de Campo Grande – a partir de uma das abordagens a usuários na região da antiga rodoviária, constatou mais uma vez o uso por traficantes dos hotéis ou pousadas naquela região. O estabelecimento acaba sendo transformado pelo “hospede” em uma segura “boca de fumo” de onde ele não só abastece os usuários naquela área, como utiliza a “mão de obra” deles para a comercialização do entorpecente, ação paga com porções de crack, maconha ou cocaína, dependendo da “produção” do indivíduo.

Os policiais da operação abordaram um indivíduo na rua Vasconcelos Fernandes equina com Barão do Rio Branco, flagrado com uma pedra de crack. Suspeitando do abordado, a equipe da PM o questionou se tinha mais droga, quando ele indicou que estaria na caixa de esgoto sob seus pés, sendo encontradas mais cinco “pedras” de crack, a droga da morte.

Ao ser entrevistado ele acabou revelando ter acabado de comprar de um homem com estatura mediana e barba utilizando uma moto Yamaha YBR preta que informou estar hospedado na Pousada Casa dos Artistas, dizendo que quando vendesse todas as pedras fosse até a pousada buscar mais. No local os policiais confirmaram a hospedagem de tal indivíduo, mas souberam que minutos antes ele deixou a pousada apressadamente.

No quarto dele, a equipe da Polícia Militar apreendeu balança de precisão, pedras de crack e dinheiro trocado, característica de dinheiro arrecadado no tráfico urbano. Buscas foram efetuadas, mas o traficante não foi localizado. O homem abordado foi encaminhado para a Polícia Civil com a droga, balança e dinheiro, sendo autuado em flagrante de tráfico.