Em show intimista, Filho dos Livres reúne sucessos do duo, poesia e...

Em show intimista, Filho dos Livres reúne sucessos do duo, poesia e artes plásticas

COMPARTILHAR

Referência da música regional, o duo formado por Guga Borba e Guilherme Cruz, apresenta um novo projeto: República das Artes, aliando música, artes plásticas, com a Milla Freitas e poesia regional, com a participação do poeta Ruberval Cunha.

Diante das limitações impostas pela pandemia de Covid-19, os artistas inovaram para levar ao público, uma experiência que atravessa diferentes linguagens culturais. O show foi gravado em fevereiro de 2021 no teatro Glauce Rocha e agora, via plataforma da internet, os fãs podem assistir a um verdadeiro espetáculo.

“A ideia do República das Artes surgiu baseada no formato acústico da banda e queríamos fazer novamente algo nesse sentido. Como estamos afastados dos palcos há algum tempo diante da situação atual, pensamos em desenvolver esse show aliando poesia e artes plásticas do nosso Estado em um só momento”, explica Guga Borba.

A participação dos amigos e fãs do duo foi fundamental e deles surgiu o repertório do show de 45 minutos, que conta com 10 canções autorais, mesclando músicas que integram os dois álbuns principais dos Filho dos Livres – Tradições Distorcidas e República dos Livres Pensamentos. No melhor estilo “entre amigos”, a gravação foi feita sem repetições, com entrosamento de equipe e união, para que o público, que assistirá tudo virtualmente, sinta a entrega dos artistas.

“Não ter público é muito diferente, mesmo estando no palco, a sensação é outra, pois, o público influencia pela troca, pelo diálogo e por podermos sentir o clima, mas mesmo assim foi um trabalho muito gratificante, de muita entrega e absolutamente feito em equipe, para que o resultado fosse o melhor possível e eu gostei muito”, comenta Guilherme Cruz.

O Projeto foi contemplado pela Lei Aldir Blanc, com apoio do FMIC e Sectur e contou com apoio da Escrivano Produções e Vaca Azul. O repertório do show traz as canções: O início do Fim, Meu Carnaval, Paixão Minha, Sinhá, Quanto Vale, Eclipse, Não dá para te esquecer, Voltar pra dizer, Vem me ver e Alguém como você é e para ouvir, recordar e vivenciar esse espetáculo cultural único, basta acessar: https://www.youtube.com/watch?v=y8YnGxO0_gk

Trajetória – Com dois CDs que tiveram suas primeiras prensagens esgotadas, Filho Dos Livres faz parte da classe de artistas em que a popularidade anda de mãos dadas com a qualidade. Amigos e parceiros musicais de longa data, Guga Borba (violão, viola e voz) e Guilherme Cruz (guitarras, viola, violão de 12 e voz), realizam o sonho de fazer música livre, com sonoridades e letras próprias.

Em seus dois primeiros álbuns, o duo apresentou canções num caldeirão de referências artísticas do Centro-Oeste e do rock, um projeto ousado, pioneiro, que uniu influências regionais, folk, grunge e letras intimistas, conjugando referências sonoras diversas com um romantismo moderno que encontrou respaldo em letras cantadas pelo público junto com os artistas nas apresentações. Participou de várias coletâneas, além de subir aos palcos dos mais importantes shows do Estado, como o Festival de Inverno de Bonito e o Festival da América do Sul Pantanal.

Com UNA Comunicação