Emenda que proporciona maior representatividade aos motoristas de ônibus na Capital aprovada...

Emenda que proporciona maior representatividade aos motoristas de ônibus na Capital aprovada na Câmara

COMPARTILHAR

O Projeto de Lei do Executivo Municipal, que dispõe sobre o Sistema Municipal de Transporte Coletivo teve emenda do vereador Coronel Alírio Villasanti aprovada em única discussão e votação, nesta terça-feira (16). A proposta apresentada considera desproporcional a multa por atraso de 60 tarifas, e pede a redução para 5 tarifas, para o motorista que atrasar a chegada aos terminais de ônibus.

“Um motorista de ônibus ganha em média R$ 2.160,00 reais. Temos que ter um olhar mais humano a esses trabalhadores. A cidade está em obras, temos que considerar essa variável que acaba atrasando a chegada dos ônibus no horário determinado”, disse o vereador. A emenda também considera a importância de ter representantes na JARIT – Junta Arbitragem de Infrações de Trânsito, para que haja mais transparência e isonomia no julgamento de recursos sobre as multas.

Na proposta, a JARIT será composta por representantes da AGETRAN – Agência Municipal de Transporte e Trânsito e seu suplente, da Procuradoria Geral do Município e seu suplente, do Município de Campo Grande escolhido dentre os servidores efetivos do Quadro de Permanente de Pessoal do município e suplente, da entidade de classe funcional e suplente e sociedade civil com suplente.

“Fui procurado pelas entidades que não se sentem reconhecidas. A ausência de um representante dessas classes e da sociedade civil geram grave prejuízo, considerando que a melhora no transporte coletivo se dá ao ouvir a todos esses segmentos”, concluiu o vereador.