Empresário é preso por assassinato de jogador do São Paulo

Empresário é preso por assassinato de jogador do São Paulo

COMPARTILHAR

A Polícia Civil do Paraná prendeu o empresário Edson Brittes, a mulher e a filha dele e procura mais três homens envolvidos no assassinato do jogador Daniel Alves, do São Paulo, que estava emprestado ao São Bento, de Sorocaba.

Ele foi torturado e morto em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, segundo o autor do crime por ter tentado estuprar sua mulher durante uma festa na casa do empresário.

O corpo foi encontrado num matagal, com marcas de facadas no pescoço e o órgão sexual decepado. Edson Brittes confessou o crime e disse que se descontrolou ao flagrar Daniel, no quarto do casal, com sua mulher.

De acordo com uma testemunha, Daniel foi espancado na casa de Brittes e depois levado de carro até o local onde o corpo foi deixado, depois de esfaqueado e mutilado.