Escola do Sesi de Corumbá promove batalha virtual de rimas e de...

Escola do Sesi de Corumbá promove batalha virtual de rimas e de brinquedos

COMPARTILHAR

Em continuidade às aulas online adotadas devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Escola do Sesi de Corumbá promoveu, com os alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, uma batalha virtual de rimas e de brinquedos. A atividade buscou despertar a consciência fonológica e o interesse pela leitura e escrita por parte dos estudantes.

Segundo a diretora Mirian Correa da Silva de Jesus, a batalha virtual contribuiu para estimular a linguagem verbal e escrita, favorecendo a ampliação do vocabulário. “A brincadeira ajudou a ampliar a capacidade linguística e a colaborar e interagir nas tarefas cotidianas por parte das crianças”, informou.

Ela explica que a criança tem uma imensa necessidade de externar aquilo que sente, seus agrados, desagrados, suas descobertas e conquistas. “Ao expressar seus desejos, encantamentos e, sobretudo aprender as coisas ao seu redor (significações) através da fala e da escrita. As brincadeiras possuem o objetivo de socializar e interagir com o meio”, disse.

O intuito das batalhas foi promover o envolvimento com a criatividade e valorização do protagonismo juvenil com apoio das famílias. Elas foram realizadas via TEAMS, da Microsoft, e foi dividida por segmentos, sendo que as de rimas agregaram estudantes do 3º ao 5º ano e as de brinquedos envolveu os alunos do 1º e 2° anos.

Para Lucimara Cafruni Güths, mãe da aluna Natália Cafruni Güths, as aulas virtuais são imprescindíveis, pois nos mantem em segurança e garante que os alunos não vão perder o ano. “A minha filha tem apreendido muito com os conteúdos e metodologias proposta. Por fim, quando aparece uma dificuldade a equipe pedagógica sempre está disposta a saná-la”, avaliou.

A filha dela, Natália Cafruni Güths, completa que adorou a atividade. “Eu adorei a batalha das rimas. Achei muito criativo e divertido. Espero que quando voltarmos as aulas presenciais, onde tudo voltará ao normal tenhamos mais batalhas de rimas”, declarou.

Já Lina Roberta, mãe da aluna Carla Gabriela, destaca que foi um projeto muito bom, pois engrandeceu muito o conhecimento das crianças, aguçou a criatividade e a pesquisa. “Minha filha criou um carrinho feito com caixa de sapato, um tabuleiro de matemática e um de sílabas que ajuda na formação e compreensão das palavras. Este projeto contribuiu para o crescimento das crianças, pois engrandeceu o conhecimento de todos os alunos envolvidos”, finalizou.