Esquema de tráfico desmontado pela PM e Gaeco seria principal abastecedor na...

Esquema de tráfico desmontado pela PM e Gaeco seria principal abastecedor na capital

COMPARTILHAR
"laboratório" pode ser o maior fornecedor doméstico na cidade

Só no começo da noite desta segunda-feira (25), foi concluído o flagrante de dois homens e uma mulher presos em operação de combate ao narcotráfico iniciada no final da manhã por Policiais Militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais – BOPE, Força Tática do 10º BPM e GAECO. Pela quantidade de droga, materiais e volume de dinheiro apreendidos, o esquema seria o principal fornecedor de cocaína no tráfico doméstico em Campo Grande.

Na operação foram apreendidos em diferentes locais mais de 30 quilos de cocaína, grande quantia em dinheiro, comprovantes de depósitos bancários e de hospedagem recente em hotel de Corumbá, produtos químicos e outros para mistura que aumentava a quantidade de cocaína vendida a usuários e traficantes “terceirizados” pelo esquema, balança, tesouras e muitos materiais para preparo das misturas e embalagem da droga.

Estão presos autuados em flagrante, José Roberto Cersósimo, de 55 anos, definido como líder do esquema e já com antecedente por tráfico, Edilson Firmino dos Santos (37) e Mariângela Barbosa da Luz, de 40 anos. Hoje o trio deve passar por audiência de custódia.

O QG do esquema funcionava na rua Escaramuça, no Jardim dos Radialistas, com “extensão” na rua Pedro Álvares Cabral, Vila Anahy. A operação foi comandada pelo major PM Wilmar Fernandes, comandante do BOPE, sedo o trio autuado em flagrante na Depac-Piratininga enquadrado em tráfico de drogas, associação criminosas para o tráfico e alguns agravantes.