Estúdio da TV Assembleia poderá receber o nome do deputado Ary Rigo

Estúdio da TV Assembleia poderá receber o nome do deputado Ary Rigo

COMPARTILHAR
Rigo em entrevista à TV Assembleia no mês de setembro. (Reprodução)

Na sessão ordinária desta terça-feira (5), o deputado Zé Teixeira (DEM), 1º secretário do Legislativo Estadual, apresentou Projeto de Resolução que denomina Ary Rigo o estúdio de gravação da TV Assembleia. A matéria, que recebeu a assinatura de todos os parlamentares da Casa de Leis, segue agora para análise da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

Ary Rigo faleceu aos 74 anos, no último dia 30 de outubro. “Ele foi um dos idealizadores da TV Assembleia, com a criação do Sistema Multimídia na estrutura da Casa de Leis, conforme a Resolução 15, publicada em 3 de dezembro de 2001. Na ocasião, foram estabelecidas as condições de funcionamento e programação para a divulgação dos trabalhos legislativos. Devemos deixar registrado na história da ALEMS e do Mato Grosso do Sul, o legado político de Ary Rigo, que muito trabalhou pela construção do nosso jovem Estado”, destacou Zé Teixeira.

Ary Rigo nasceu em 15 de novembro de 1946, em Passo Fundo (RS). Formado em Agronomia, iniciou a atuação política em Mato Grosso do Sul desde a criação do Estado. Foi um dos 18 deputados constituintes eleitos em 1979, participando da instalação de Mato Grosso do Sul, da Assembleia Constituinte e da elaboração da primeira Constituição do Estado.

Rigo se elegeu por seis mandatos na Assembleia Legislativa pelos partidos Arena, PDS, PL, PFL e PDT. Ele participou por diferentes ocasiões da Mesa Diretora e presidiu a Casa de Leis de 2001 a 2003, durante a sexta legislatura. Também foi vice-governador e chefe da Casa Civil no período de 1991 a 1994, na gestão de Pedro Pedrossian.

Durante a sessão, Pedro Kemp (PT) fez questão de homenagear o ex-deputado. “Além de ter feito parte da Mesa Diretora, Ary Rigo foi líder do governo Zeca do PT. Autor da Lei 328, de 1982, que proibiu a instalação de usinas de açúcar e álcool na Bacia do Alto Paraguai, ele foi um grande defensor do meio ambiente e do Pantanal. Rigo atuou em favor das entidades que atendem pessoas com deficiências e debateu os interesses de Mato Grosso do Sul com coerência”, disse Kemp.

Com Assessoria