Ex-prefeito Maracaju está foragido

Ex-prefeito Maracaju está foragido

COMPARTILHAR
Azembuja em local incerto e não sabido.

Antônio Coca

De acordo com informações o ex-prefeito de Maracaju Maurilio Ferreira Azambuja, não foi encontrado pelos policiais que fazem diversas buscas, apreensões e cumprem mandados de prisão dentro da Operação Dark Money que apura desvio de dinheiro público.
Os agentes e delegados chegaram logo cedo na casa do prefeito e também em uma propriedade rural onde ele poderia estar, mas Maurílio não foi localizado.

O ex-secretário de Finanças da prefeitura de Maracaju Lenilson Carvalho Antunes foi preso no interior do Paraná. Recentemente ele foi demitido da secretaria de Administração, Planejamento e Finanças de Rio Brilhante pelo prefeito Lucas Foroni (MDB). A operação é desencadeada em várias cidades de Mato Grosso do Sul, como Corumbá, Ponta Porã, Campo Grande, Paraíso das Águas, Naviraí, Nova Andradina, Nova Alvorada do Sul, Itaporã, Rio Brilhante e Mundo Novo.

Prisões decretadas pela Justiça

Tiveram prisão temporária decretada pela Justiça, Maurilio Ferreira Azambuja, Lenilson Carvalho Antunes, Daiana C. Kuhn, Iasmin Cristaldo Cardoso, Pedro Emerson Amaral Pinto, Fernando Martinelli Sartori e Moisés Freitas Víctor.

De acordo com a diretora do DRACCO, delegada Ana Claudia Medina, as prisões são consequências de um trabalho de investigação que apurou um esquema criminoso que em 2019/2020 desviou mais de R$ 23 milhões dos cofres públicos de Maracaju. As ações policiais miram servidores públicos que atuaram no alto escalão do executivo municipal no exercício de 2019/2020, bem como, empresários e empresas com envolvimento no esquema.