Exames descartam corona vírus em homem que procurou Santa Casa

Exames descartam corona vírus em homem que procurou Santa Casa

COMPARTILHAR

Um homem está internado na Santa Casa de Campo Grande onde chegou com supostos sintomas do novo corona vírus. De acordo com a Assessoria de Comunicação da Santa Casa, a pessoa temendo estar contaminada procurou o hospital e de imediato foi cumprido todo o protocolo para esse tipo de sintoma.

A pessoa que não terá a identidade revelada foi de pronto isolada, passou por todos os exames conforme define o protocolo, como sorologia entre outros, mas até o fechamento dessa reportagem conforme resultados dos exames, a contaminação estava descartada.

Entretanto, por medida protocolar de segurança, o paciente segue internado em observação e deve passar por outra bateria de exames e só então ser liberado. Ainda conforme a assessoria, por conta dos resultados de exames, nenhuma medida especial foi adotada no hospital que segue sua rotina normal.

Prevenção e preparação

Paralelamente, Mato Grosso do Sul se prepara para mobilizar toda rede de saúde disponível para tratar e conter os casos. Um dos exemplos é a Santa Casa, principal hospital no estado, e onde profissionais elaboram a partir de amanhã, plano de contingência para lidar com possíveis pacientes vítimas da doença. Nota técnica emitida pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) dá prazo de 24h para as suspeitas serem comunicadas ao Estado.

Alerta em relação a disseminação da doença, iniciada na China, foi intensificado em Mato Groso do Sul nesta terça-feira, após anuncio do Ministério da Saúde quanto ao monitoramento de três suspeitas de corona vírus no País. Dois deles são em estados que fazem divisa com o território sul-mato-grossense, Minas Gerais e Paraná. No último, a secretaria estadual já descartou o caso. Situações são seguem investigadas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Paraná e Ceará.

Os riscos de infecção pelo nCoV-2019 avançam também sobre a fronteira do Estado, pois quadro de paciente é investigado também no Paraguai. Com o avanço da doença, a secretaria se prepara para utilizar toda rede de saúde para atender os possíveis pacientes.