Expondo funcionários a risco, call centers a serviço da operadora Oi são...

Expondo funcionários a risco, call centers a serviço da operadora Oi são interditados

COMPARTILHAR
Interdição do local era previsível. (Fotos: Whatsapp)

Fiscais da Vigilância Sanitária de Campo Grande acabam de interditar os dois call centers da empresa BTCC, que presta serviço para a operadora Oi. São 2.300 pessoas trabalhando em dois pontos da empresa, Rua Maracaju equina com Rui Barbosa, no centro de Campo Grande e na Rua Santa Bárbara, na Vila Rica.

A interdição é aplicada em razão de não existir proteção aos funcionários contra o novo coronavírus, hoje com 7 casos confirmados em Campo Grande. O trabalho da Vigilância Sanitária, da Semadur (Secretaria Municipal de Controle Urbanístico), com apoio da Guarda Civil Metropolitana, constatou que não há álcool em gel suficiente e que os fones de ouvido são compartilhados, colocando as pessoas em risco.

De acordo com Eduardo Costa, titular da Semadur, a empresa não cumpre também a recomendação estabelecida em decreto municipal, para reduzir o número de funcionários no mesmo ambiente a no máximo 20, com espaço mínimo de 2 metros entre eles.

O local já havia sido alvo de manifestação dos funcionários nesta quinta-feira (19). Indiferente à pandemia, reclamações de funcionários e até recomendação da fiscalização, a empresa não teria tomado a menor providência, continuando a manter os funcionários sob risco.

Guarda Civil Metropolitana garantiu a aplicação da medida.