Festival da Carne de MS valorizacultura e pecuária exaltando culinária pantaneira e...

Festival da Carne de MS valoriza
cultura e pecuária exaltando culinária pantaneira e fronteiriça

COMPARTILHAR

Preparar, temperar, fogo! Para quem não resiste ao aroma e sabor de um bom churrasco, está chegando um dos momentos mais esperados do ano: O Festival da Carne de MS edição 2022, que acontece em Campo Grande de 5 a 7 de agosto no Armazém Cultural com entrada gratuita, em comemoração aos 123 anos da Capital Morena. Promovido pela Fest Food’ n Fun, o evento, que está em sua segunda edição, valoriza a gastronomia, a cultura e a pecuária do Estado, que tem no segmento, uma de suas principais bases econômicas.

De acordo com dados da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), o Estado ocupou no último ano o 2° lugar em produção no ranking nacional de produção pecuária, com 787 mil toneladas de carne. Ainda no período, a pecuária de corte representou 23% do VPB (Valor Bruto da Produção) da agropecuária de Mato Grosso do Sul. E para valorizar a produção local, a carne servida nos pratos do Festival da Carne de MS são sul-mato-grossenses, o que fortalece a cadeia produtiva regional.

“Contamos com importantes parceiros, que oferecerão ao público produtos da mais alta qualidade e sabor. Mais que um evento gastronômico, o Festival da Carne tem o objetivo de fortalecer a economia e nossa gastronomia regional que é tão rica em sabores”, explica Henrique Corrêa, que junto à Marcia Marinho, organiza o evento.

Entre os parceiros do evento está a ABPO (Associação Pantaneira de Pecuária Orgânica e Sustentável), que terá uma estação especial, oferecendo típicos pratos da cultura regional. “Como Associação de Produtores Pantaneiros que tem na pecuária bovina certificada e na biodiversidade seus principais produtos, nos sentimos honrados em apoiar este evento, que promove a carne do Mato Grosso do Sul, com notória reputação mundial em qualidade e respeito ao meio ambiente.

A carne orgânica com terroir pantaneiro, será destaque em estações comandadas por “chefs” reconhecidos internacionalmente e que representam nossa gastronomia tradicional como Paulo Machado, Bruna e Silvio Trujillo, que apresentarão pratos pantaneiros para o público saborear e se deliciar neste grande encontro das comunidades sul-mato-grossenses”, afirma o presidente da entidade, Eduardo Cruzeta.
Entre os chefs convidados para integrar a estação ABPO-Bio Carnes está Sylvio Trujillo, que atua em Bonito e Bodoquena. Com vasta experiência nos pratos que aliam a miscigenação de culturas, em especial a fronteiriça, ele leva ao Festival da Carne, o locro, prato feito à base de canjica de milho amarela e carne. Porém, com um toque especial do chef.

“Vou fazer uma receita bem regional, com um locro com dois tipos de carne, sendo o charque e o ossobuco para a retirada do caldo. É um prato delicioso, eu já preparo há alguns anos para turistas de Bonito e Bodoquena, que quando estão em nossa região, querem mais que conhecer o prato, mas viver uma experiência regional e levar isso com eles. Por isso, minha expectativa quanto ao Festival da Carne de MS é a melhor possível, pois, quando pensamos nesse evento não há como desvencilhar a nossa cultura e nossa pecuária”, avalia o chef.

Cultura regional

Durante os três dias de evento, a música regional será valorizada com shows de Folk4 e Zezinho e Banda (dia 5), Vai Quem Qué e Muchileiros (dia 6) e Grupo Tradição e Filho dos Livres (dia 7). Nos intervalos, haverá ainda muita música com DJ. Chico.

O Festival

Serão três dias de evento com entrada gratuita, 10 estações de alimentação, workshops, palestras, chefs renomados, cervejas e chopps artesanais, área kids e diversão. O evento tem co-realização da Abrasel, Sectur, Prefeitura Municipal de Campo Grande, Fecomércio e SESC.

O patrocínio é do Senar/MS, ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), Patagônia Cerveja, La Parrilla, Jelly Caipira, O Açougue Bom Beef, Fazendas Indaiá, Vermelho Beef, Boibras, 067 Vinhos, ABPO, Bio Carnes, Forjados, Luabrisa, Steak Store e VPJ. São apoiadores Embrapa, Sebrae, Sistema Fecomércio, Saborise e Fundação de Cultura de MS.

UNA Comunicação