Forças da SENAD, com apoio da Polícia Federal, atacam centros de produção...

Forças da SENAD, com apoio da Polícia Federal, atacam centros de produção do narcotráfico

COMPARTILHAR
Acampamentos e materiais incinerados.

Desde segunda-feira (5), um grande efetivo formado por Agentes Especiais, Militares que integram as Forças Especiais da SENAD e equipes da Força Tarefa Conjunta (JTF), está instalado em Capitán Bado, município da fronteira com o Brasil, no Departamento de Amambay. As equipes atuam com apoio de helicópteros da Polícia Federal Brasileira e da Força Aérea Paraguaia.

A mobilização acontece no âmbito da Operação Nova Aliança XXVI, uma ação conjunta entre o Paraguai e o Brasil, que visa afetar de forma significativa as finanças e a logística do crime organizado na região. Para tanto, são realizados incursões aéreas e terrestres para detectar acampamentos e plantações de maconha.

“lavouras” do crime destruídas.

Nos primeiros dias, fora, realizadas intervenções nas zonas rurais de Piray e Cadete Boquerón, localizadas no distrito de Capitán Bado. Foram encontrados e destruídos 16 acampamentos onde foram encontrados 3.680 quilos de maconha prontos para serem retirados da mata.

Muita maconha já preparada para ser retirada do local.

Paralelamente, atpe o momento 52 hectares de plantações de maconha foram erradicados, cuja produção final estimada chegaria a cerca de 156 toneladas de maconha. No total, durante os primeiros dias da operação, cerca de 160 toneladas da droga foram retiradas de circulação. A ação das forças de segurança avalia uma perda de lucros para o crime organizado de aproximadamente 4 milhões e 800 mil dólares.

A operação, comandada pelo procurador Celso Morales, deve ainda se estender por vários dias em diferentes pontos do Departamento de Amambay.

Maconha ainda na fase de crescimento.