GCM prende no Terminal Rodoviário mulher que levaria droga para Brasília

GCM prende no Terminal Rodoviário mulher que levaria droga para Brasília

COMPARTILHAR
Droga seria entregue em Brasília. (Divulgação)

Pouco antes de 22h desta quarta-feira (17), equipe da Guarda Civil Municipal – GCM de serviço no Terminal Rodoviário de Campo Grande, apreendeu 4,400 quilos de maconha distribuídos em quatro fardos. A droga estava em poder de uma mulher com 22 anos, que embarcaria em um ônibus com destino a Brasília, mas ao notar que a equipe da GCM acompanhava o embarque, tentou se desvencilhar das mochilas, sendo abordada, descoberta e presa.

Ela confessou que entregaria a droga em Brasília recebendo determinada importância em dinheiro pelo transporte. Seguidamente as Forças de Segurança em atuação no Terminal Rodoviário de Campo Grande, apreendem entorpecentes – maconha – cocaína – skunk ou haxixe, que traficantes indicam diferentes destino, porém, grande parte aponta Brasília como destino final.

Polícia Civil no Caiobá

Policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG) da 5ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, prenderam homem, de 24 anos, suspeito de tráfico de drogas no bairro Caiobá. O indivíduo estava com 875 gramas de cocaína e uma balança digital.

Após receber informação sobre um possível indivíduo vendendo e mantendo em depósito certa quantidade de drogas, os policiais mantiveram o local sob vigilância e algum tempo depois chegaram na casa.

A equipe foi recebida por uma mulher de 27 anos que indagada sobre o entorpecente, disse não estar autorizada permitir a entrada da equipe. No momento em que a equipe entrou no imóvel, avistou o então suspeito que também negou a presença no local.

Com autorização concedida pelo homem, a equipe realizou busca no interior da casa e dentro da geladeira encontrou um recipiente plástico contendo a droga, e no quarto do indivíduo sob a cama foi encontrada uma balança digital pequena.

Após a localização da droga, o homem disse que a pegou como forma de pagamento pela venda de uma motocicleta, não sabendo indicar o nome da pessoa que lhe entregou, assumindo a propriedade da droga. Ele foi preso em flagrante e autuado na 5ª Delegacia.

Homem afirmou que droga foi “só” pagamento recebido.