Governo espera arrecadar R$ 101 bilhões com leilão de ativos e obras...

Governo espera arrecadar R$ 101 bilhões com leilão de ativos e obras rodoviárias

COMPARTILHAR
Via Dutra, hoje nas mãos da CCR, entre as que serão leiloadas.

O Ministério da Infraestrutura espera leiloar, em 2020, mais de 40 ativos do governo e cerca 50 obras rodoviárias. A arrecadação estimada é de R$ 101 bilhões enquanto durarem os contratos.

O primeiro ativo que deve ser transferido para a iniciativa privada, em fevereiro, é o trecho da BR-101 que liga Paulo Lopes em Santa Catarina a divisa com o estado do Rio Grande do Sul.

Outras seis rodovias serão leiloadas neste ano, entre elas a Nova Dutra, que de acordo com o Ministério da Infraestrutura. vai despertar o maior interesse dos investidores. O trecho liga o Rio de Janeiro à São Paulo, duas maiores cidades do país e atualmente está nas mãos da CCR, a mesma que deveria duplicar e manter a BR-163 em Mato Grosso do Sul, mas até então não cumpriu o compromisso.

Vinte e dois aeroportos também devem passar para a iniciativa privada, em três blocos de leilão. Estão na lista, os aeroportos de Manaus, Porto Velho, Rio Branco, Boa Vista, Curitiba, Goiânia, Palmas, São Luís e Teresina. Na área portuária, o governo vai leiloar nove terminais em cinco estados do país, entre eles dois no Porto de Santos e quatro no Porto do Itaqui em São Luís.

O modal ferroviário terá duas ferrovias concedidas. A Ferrogrão, que liga os estados de Mato Grosso ao Pará e a Ferrovia de Integração Oeste-leste, que ligas o porto de Ilhéus, na Bahia a Figueirópolis em Tocantins.