Governo reduz a alíquota para a importação de armas

Governo reduz a alíquota para a importação de armas

COMPARTILHAR

O Governo Federal zerou a alíquota do imposto de importação de revólveres e pistolas. A medida, do Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex), está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (9).

Atualmente, a alíquota é de 20%. A mudança começa a valer no dia 1º de janeiro de 2021. Desta forma, a partir do próximo ano, o cidadão brasileiro com direito a posse e porte de arma terá mais facilidade para adquirir um revólver e/ou uma pistola oriunda de fora do país.

O presidente Jair Bolsonaro citou a medida, dentre outras. “O Brasil unido, com a ajuda de todos os responsáveis, podemos ir longe”, declarou. Uma das principais bandeiras de Bolsonaro desde a corrida à Presidência é que a população tenha acesso fácil a armas.

Parlamentares do PSL comentaram a medida. O deputado Carlos Jordy (PSL-RJ) comentou a medida. “Muito bom, presidente. Ano que vem já vou garantir minha glock”, escreveu. Em contrapartida, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) criticou o fato de armar a população ser prioridade de Bolsonaro.