Greve da enfermagem começa na quinta-feira em Campo Grande

Greve da enfermagem começa na quinta-feira em Campo Grande

COMPARTILHAR
Prefeitura não cumpre promessa e categoria vai parar.

No final da manhã desta segunda feira (28), o Sindicato dos Trabalhadores Públicos em Enfermagem do município de Campo Grande (Sinte/PMCG) protocolou o comunicado notificando oficialmente a administração municipal que a greve da categoria terá início na quinta-feira (31). O aviso cumpre a formalidade do artigo 13 da Lei de Greve, que exige que o sindicato da categoria ou os trabalhadores avisem sobre o movimento grevista com 72h de antecedência.

“Já distribuímos o manual de greve da categoria para esclarecer pontos importantes sobre nossa paralisação, como por exemplo manter pelo menos 30% de trabalhadores para os casos de urgência e emergência na atenção básica e mantendo operação padrão nas unidades de urgência e emergência, pois somos um serviço essencial à população e não queremos colocar a vida de ninguém em risco, apenas lutar por nossos direitos”, explica o presidente do sindicato, Ângelo Macedo.

A greve é uma resposta da enfermagem ao descumprimento do acordo assinado pelo Secretário de Finanças Pedro Pedrossian, que assegurava o pagamento da gratificação por insalubridade até janeiro deste ano. Em decreto assinado pelo prefeito Marcos Trad, publicado no dia 24, a insalubridade foi regulamentada sem qualquer prazo para pagamento da Gratificação de insalubridade.

A última greve da enfermagem aconteceu em 2015, quando a categoria, por intermédio do sindicato, paralisou suas atividades por 18 dias. Em assembleia realizada na última sexta-feira (28), a categoria votou, com unanimidade, pela paralisação nas atividades. O movimento grevista começa oficialmente na próxima quinta-feira, às 11h, 72h após a entrega do comunicado à prefeitura.