Helicóptero do tráfico apreendido em Ribas deve ser trazido para a Capital

Helicóptero do tráfico apreendido em Ribas deve ser trazido para a Capital

COMPARTILHAR
Aeronave passa pela primeira perícia no local do pouso.

Policiais Civis da DECO – a Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado, estão no município de Ribas do Rio Pardo trabalhando no caso da apreensão de um helicóptero supostamente a serviço do narcotráfico naquela região. A aeronave Robson, modelo R-44 matricula PT-YEZ, pousou sem autorização em uma fazenda no município, o caso foi comunicado à Polícia Civil e diante de contradições do piloto e por fim confissão de estar a serviço do tráfico, foi preso e a aeronave apreendida.

O caso foi comunicado à DECO que de pronto enviou uma equipe para a cidade, inclusive com piloto policial de helicóptero, diante da possibilidade da aeronave, até por questão de segurança, ser mantida apreendida em Campo Grande.

As primeiras investigações indicam que o helicóptero estivesse a serviço do narcotráfico atuando na chamada Rota Caipira, que engloba os Estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, interior de São Paulo e parte de Minas Gerais no tráfico principalmente de cocaína trazida da Bolívia e mais recentemente também do Paraguai.

O helicóptero apreendido, modelo R-44 tem capacidade para transportar quatro pessoas, é de fácil operação a baixa altura e em manobras rápidas o que lhe tira do alcance de radares da Vigilância Aérea. A aeronave está cadastrada em nome da empresa Moto Pop Ltda, sediada em Sergipe e que também é a operadora do equipamento.

O piloto preso e que ainda não teve o nome divulgado, deve ser trazido para Campo Grande e interrogado na DECO com a investigação seguindo a cargo da delegada Ana Cláudia Medina. O traslado da aeronave para a Capital ainda depende de autorização do Delegado Geral da Polícia Civil.