Homem assassinado na fronteira tinha acabado de ser condenado por homicídio

Homem assassinado na fronteira tinha acabado de ser condenado por homicídio

COMPARTILHAR
Advogada e outra mulher foram poupadas.

Antônio Coca

Osório Leonel de 75 anos que foi assassinado na tarde desta segunda-feira (4) na MS 160 na saída para Eldorado, tinha acabado de ser julgado no Fórum de Sete Quedas e condenado por homicídio cometido em 2016. Ele voltava para Eldorado e deveria se apresentar para cumprir pena no regime semiaberto.

O carro que ele viajava um Gol vermelho, conduzido por um parente dele identificado como José Leonel de 55 anos, uma mulher e a advogada dele, foi alcançado por homens armados em uma caminhonete S 10 branca. Os ocupantes da caminhonete abriram fogo com pistolas e escopetas e atingiram Osório. Eles fizeram o retorno, desceram do veículo e executaram o motorista mas pouparam a advogada e a outra mulher que levou um tiro de raspão em uma das pernas.

Osório estava em liberdade desde 2016 depois de assassinar em Sete Quedas Sérgio Sampaio com vários tiros. Ele mantinha um relacionamento com a esposa da vítima que foi tirar satisfação com Osório e acabou assassinado. Policiais civis e militares estiveram no local e os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Porã. O delegado da Polícia Civil de Sete Quedas José Wilson Ferreira da Silva está ouvindo as testemunhas e já esteve no Fórum da cidade em busca de informações que possam levar aos criminosos.