Homem assassinado no João Paulo II cumpria pena no Semiaberto

Homem assassinado no João Paulo II cumpria pena no Semiaberto

COMPARTILHAR

Foi identificado como Leandro Dantas de Lima de 26 anos, o “Nego Zóio” o homem assassinado na noite desta quarta-feira quando caminhava pela rua Vicente de Lima no bairro João Paulo II na periferia de Dourados.

Nego Zóio tinha passagens por delegacias de Dourados desde 2008 quando ainda era menor e possuía uma extensa ficha criminal que vai desde ameaça, tráfico de drogas, receptação, furto, lesão corporal e até duas tentativas de entrar no presídio com aparelhos celulares.

Populares disseram que na noite desta quarta-feira ele caminhava na calçada da igreja católica do João Paulo II quando dois homens se aproximaram dele e um deles atirou várias vezes contra Leandro que foi atingido por dois tiros no braço direito que transfixaram o peito e um tiro no tórax.

Antigo conhecido dos meios policiais, na madrugada do dia 22 de setembro de 2017 ele tinha sofrido um atentado quando foi esfaqueado e espancado por membros de uma gangue no Jardim Santa Maria. No dia 24 de maio do ano passado ele foi novamente vítima de uma tentativa de assassinato quando foi atingido por vários disparos quando estava na rua Ayrton Senna no Jardim Pantanal.

Na época do crime Heitor Kevilin Oliveira da Silva então com 19 anos, se apresentou na delegacia e disse que atirou em Leandro porque no ano anterior ele teria tentado matar um primo de Heitor com uma facada. Policiais civis e militares estão realizando diligencias pela região onde aconteceu o crime nesta noite na tentativa de localizar os assassinos.