Homem é executado por pistoleiros nas proximidades de cemitério em Amambai

Homem é executado por pistoleiros nas proximidades de cemitério em Amambai

COMPARTILHAR
No veículo, marcas da ação de pistoleiros

Um homem identificado como Tatá Gregol foi morto na tarde desta segunda-feira (5) em Amambai. Ele seria irmão de Carlos Domingos Gregol de 38 anos e pai de Gabriel Zanotim Gregol de 18 anos que foram assassinados no final da tarde do dia 8 de julho do ano passado quando estavam em um lava-rápido na rua Coronel Ponciano, próximo ao cemitério Santo Antônio de Pádua em Dourados.

Tatá Gregol estava em uma oficina mecânica consertando um caminhão de propriedade dele e quando deixava o local em uma caminhonete dois homens chegaram e atiraram várias contra ele. Tatá morreu na hora.

A perícia da Polícia Civil está no local e não há pistas dos atiradores. O crime pode estar ligado a acertos de contas de grupos criminosos que agem na fronteira. A Polícia Civil e Perícia realizaram  levantamentos no local da execução. A Polícia Militar por sua vez realizou buscas por toda a cidade, mas nenhum dos matadores foi localizado ou identificado.