Homem é morto em “acerto de contas” de facções criminosas

Homem é morto em “acerto de contas” de facções criminosas

COMPARTILHAR
Após tortura e morte, vítima teve corpo desovado em bueiro (Fotos: Adilson Domingos)

Antônio Coca

O corpo de Jonathan William Ribeiro da Silva de 28 anos, conhecido como Preto, foi encontrado final da tarde desta terça-feira (15), dentro de um bueiro ás margens da BR-163, em frende à Penitenciária Estadual de Dourados (PED).

Preto que cumpria pena no Sistema Semiaberto foi espancado e assassinado por um grupo de presos de uma facção rival a que ele pertencia. Cerca de dez pessoas foram presas logo depois por homens do SIG (Setor de Investigações Gerais), e levados para a Polícia Civil onde o delegado responsável pelo caso estabeleceu a culpa de cada um no episódio.

Jonathan além de ser espancado teve a cabeça e o peito atingidos por pedras e recebeu um profundo corte no pescoço. Depois de morto o corpo foi colocado no bueiro. A polícia trabalha que uma briga entre membros de facções rivais foi a causa do homicídio que ainda está sendo investigado. Todos os presos seriam internos do Semiaberto e não tiveram seus nomes divulgados.

Participantes do crime foram presos