Homem executado no Aero Rancho pode ter sido vítima de crime passional

Homem executado no Aero Rancho pode ter sido vítima de crime passional

COMPARTILHAR
Vítima caiu sob a bicicleta. (Das ruas)

A Polícia Civil a princípio trabalha com uma linha de investigação na apuração do assassinato de Adevilson Silva de Souza, 30 anos, morto com característica de execução no começo da noite de ontem (23), na esquina das ruas Miguel Ângelo e Taumaturgo, no Jardim Aero Rancho. A vítima não tinha registro policial como autor mas como vítima de ameaça e a principal hipótese pode ser a de crime passional.

Em julho passado Adevilson sofreu agressões e ameaça de morte por parte do ex-marido de sua então namorada. Em uma das ocasiões o homem lhe cercou e agrediu com golpes de capacete. No ataque avisou que quando o encontrasse novamente passaria com carro por cima e mais uma vez fez ameaça de morte. Quando do registro da ameaça, Adevilson afirmou que representaria com o indivíduo, mas ainda não se sabe se houve a representação exigida para apuração desse tipo de crime.

O assassinato

Adevilson foi morto por volta de 19h30 dessa quinta-feira (23), quando transitava de bicicleta pela rua Miguel Ângelo, no Jardim Aero Rancho. Ao chegar na esquina da rua Taumaturgo, ele foi surpreendido pelo criminoso que o executou com vários tiros disparados à queima roupa.

Execução à queima roupa. (Imagem de segurança)

Conforme imagens de segurança em poder da polícia, o autor do crime em motocicleta seguia a vítima até o local da execução, manobrou na esquina, estacionou a moto e partiu ao encontro da vítima atingida com disparos a menos de um metro. O criminoso trajava roupa EPI – Equipamento de Proteção Individual – com faixa refletiva. Após os levantamentos de praxe o corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal – IMOL.

Vítima foi seguida por criminoso.