Homem morre enforcado e família relata medo que ele tinha de agiota

Homem morre enforcado e família relata medo que ele tinha de agiota

COMPARTILHAR

A Polícia trata inicialmente como a esclarecer, a morte de Jerry Adriani Faustino, de 41 anos, constatada pouco antes de 22h desta quarta-feira (26), quando foi encontrado enforcado na casa onde morava, na rua Bartolomeu Mitre, Jardim Noroeste. No local, um vizinho teria se apressado em negar a autoria da morte.

Policiais civis foram chamados ao local para atender caso de morte com característica de suicídio, em que a vítima foi encontrada pelo filho e outra pessoa, já morta por aparente enforcamento. O corpo da vítima foi localizado após pessoas da família terem estranhado sua ausência e falta de contato.

Conforme relato de familiares, Jerry costumava pegar dinheiro emprestado de um agiota no Jardim Botafogo. A vítima disse aos familiares que há 6 meses aproximadamente precisaria de um dinheiro alto, mas sem dizer a finalidade.

Ainda conforme o relatado na polícia, nos últimos meses Jerry vinha reclamando aos familiares que estava com receio de ficar em sua casa, que sempre queria dormir na casa de um deles. Aumentando as dúvidas sobre o episódio, um vizinho da vítima disse no local que havia saído para trabalhar e ao ser indagado por um familiar sobre a situação, se limitou a dizer que não havia matado Jerry.

Foi apurado ainda que dois homens estiveram na casa da vítima a procurando, bateram na porta e foram embora. O corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal – IMOL e o caso será enviado para a Delegacia da Área.