Homem morto no Estrela do Sul havia sido preso com 398 quilos...

Homem morto no Estrela do Sul havia sido preso com 398 quilos de droga no freezer

COMPARTILHAR
Vítima morreu na rua com cápsulas de balas ao lado do corpo. (Foto: Leonardo de França/Midiamax)

Embora analise outras possibilidades, a principal linha da investigação da Polícia Civil apurando o assassinato de Wellington Jackson Batista Bezerra, de 31 anos, ocorrido esta manhã no Bairro Estrela do Sul, a principal delas é estar o crime ligado ao narcotráfico. A arma do crime, provavelmente pistola 9 milímetros, preferida dos matadores na fronteira e antecedentes da vítima apontam inicialmente, a investigação para o submundo no tráfico.

Informações preliminares levantadas pela polícia, indicam que o matador tenha se aproximado e até conversado com a vítima quando passou a atirar, atingindo Wellington em uma das pernas e no peito. Cerca de nove tiros teriam atingido o corpo da vítima que aparentemente ainda tentou correr, mas acabou morrendo na rua Bodas de Fígaro, não muito longe de onde morava.

Para ligar o crime ao tráfico de entorpecentes, policiais lembram uma das prisões de Wellington Jackson, em agosto de 2017, quando foi apanhado com dois comparsas no mesmo Bairro Estrela do Sul, “guardando” 396 quilos de maconha em um freezer. O caso está a cargo do 2º DP.