Homem que matou sogro com quem já tinha cometido assalto, segue preso

Homem que matou sogro com quem já tinha cometido assalto, segue preso

COMPARTILHAR
Arma usada contra sogro ex parceiro en assalto

A Polícia Civil de Aquidauana representou e obteve da Justiça a prisão preventiva de João Novaes da Costa, 32 anos, que matou com um tiro de revólver o sogro Júlio Cesar Adriano do Nascimento, de 49 anos, crime ocorrido no bar de João, na madrugada da última quarta-feira no Bairro Guanandi. A mulher da vítima, Lina Vitoria, também foi baleada, mas socorrida foi medicada e não corre nenhum risco.

Ao ser preso e confessar o assassinato e uma tentativa, João afirmou que executou a vítima por conta de uma desavença antiga. A alegação inicial para o crime, teria sido interferência em uma discussão e briga de casal envolvendo a vítima e a mulher.

O autor confesso do crime foi preso em flagrante cerca de 10 horas depois em perseguição na BR-262, na região de acesso a Dois Irmãos do Buriti. A arma do crime estava guardada em uma casa na cidade de Anastácio e foi apreendida.

Assaltantes

João Novaes e Júlio César já eram conhecidos da polícia depois de participarem em junho de 2010, de assalto na casa de um empresário em Aquidauana, juntamente com quatro comparsas. No ataque, a quadrilha rendeu a família, roubou dois veículos, cartões de crédito e cheques. Consta nos autos, que Júlio César era o mais agressivo do bando, sendo posteriormente todos presos.

Sogro vitima e genro autor