Idenor se apresenta na Polícia Civil e volta para a cadeia

Idenor se apresenta na Polícia Civil e volta para a cadeia

COMPARTILHAR
Idenor deve seguir ainda hoje para penitenciária.

Antônio Coca

O vereador afastado da Câmara de Dourados, Idenor Machado (PSDB) se apresentou na manhã desta quarta-feira na Polícia Civil e voltou a ser preso depois que o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul derrubou a liminar do desembargador Paschoal Carmello Leandro, que havia concedido liberdade ao parlamentar no dia 17 de dezembro.

Na decisão de ontem, os desembargadores mantiveram as liminares concedidas em 17 de dezembro e que garantiram a liberdade dos vereadores afastados Pedro Pepa (DEM) e Cirilo Ramão (MDB), além do suplente de vereador Dirceu Longhi (PT). Os desembargadores também revogaram a decisão anterior que havia negado a liberdade provisória para o ex-servidor da Câmara de Vereadores, Amilton Salinas.

Todos foram presos no dia 6 de dezembro por ordem do juiz Luiz Alberto de Moura Filho, da 1ª Vara Criminal de Dourados, que atendeu pedido de prisão preventiva formulado durante a Operação Cifra Negra, que desvendou um esquema de corrução na Câmara de Dourados.

Idenor foi colocado em uma das celas do 1º Distrito Policial e deverá ser levado ainda hoje para a Penitenciária Estadual de Dourados. Os advogados dele vão recorrer da decisão do TJMS.