Identidade de morto em confronto com a DERF ainda é desconhecida

Identidade de morto em confronto com a DERF ainda é desconhecida

COMPARTILHAR

Ainda é desconhecida a identidade do indivíduo morto no final da manhã desta sexta-feira ao reagir abordagem da Polícia Civil. Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos -DERF estavam na captura do segundo envolvido no assassinato da artista plástica Catarina Marquesi Moreira, de 72 anos.

Na Rua Ouro Branco proximidades da Rua Das Primaveras, no Bairro Jóquei Clube, os policiais avistaram o procurado que não obedeceu a ordem de parada e fugiu para um pensionato nas proximidades tendo na fuga reagido, quando foi atingido. Policiais acionaram o socorro do Corpo de Bombeiros, mas o indivíduo não resistiu.

Preso

Nesta quinta-feira (13) policiais da DERF apreenderam o veículo usado pelos suspeitos do crime. Câmeras de segurança e testemunhas indicaram o Gol com placas CVB-3225, como o veículo utilizado pelos autores do crime. No andamento da investigação o veículo foi encontrado em poder do lanterneiro Thalis Guinter Ambrósio Pereira, de 30 anos e que estava com maconha dentro do veículo, mas que o condutor alegou não saber quem seria o dono, inclusive apontando supostos compradores do veículo como responsáveis pela droga. Ele segue investigado sobre o crime, não estando ainda definida a participação.