Justiça anula julgamento que condenou quatro por mortes na Boate Kiss

Justiça anula julgamento que condenou quatro por mortes na Boate Kiss

COMPARTILHAR
Decisão reacende clamor das famílias de vítimas por Justiça.

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) anulou, nesta quarta-feira (3) o júri que condenou, em 2021, os quatro acusados de causar o incêndio que matou 242 pessoas em 2013 na boate Kiss, na cidade de Santa Maria. Com a decisão, os réus serão submetidos a um novo julgamento.

Os desembargadores da 1ª Câmara Criminal decidiram por acolher as apelações contra a sentença do juiz Orlando Faccini Neto, responsável pelas condenações. Os réus foram sentenciados a cumprir 18 e 22 anos de prisão. Por 2 votos a 1, entenderam por acatar nulidades alegadas pelas defesas.

Os advogados dos réus alegaram nulidades no processo e no júri, tese vitoriosa entre os desembargadores. Já o Ministério Público do estado (MP-RS) defendeu a lisura do julgamento anterior. Após o julgamento, o MP anunciou que irá recorrer da decisão. Os réus serão soltos, e ainda não há data para um novo julgamento.