Justiça define em audiência de custódia que deputado Daniel Silveira seguirá preso

Justiça define em audiência de custódia que deputado Daniel Silveira seguirá preso

COMPARTILHAR
Silveira será levado para carceragem da PM no Rio de Janeiro.

Em audiência de custódia do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) nesta quinta-feira (18), o juiz Aírton Vieira, manteve a prisão do parlamentar. O magistrado determinou que ele seja transferido para o Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PM-RJ), que tem mais condições carcerárias.

Silveira foi preso pela Polícia Federal na terça-feira (16) por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moares depois de divulgar vídeo ofendendo os ministros da Corte e dizendo que os imaginava sendo agredidos na rua. A decisão de Moares foi confirmada por unanimidade no plenário da Corte na última quarta-feira.

A prisão foi no âmbito do inquérito das fake news, que apura informações falsas e ofensas a ministros do STF. Ainda na quarta-feira, a Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou o deputado no âmbito do inquérito que apura financiamento e organização de atos antidemocráticos sob a acusação de agressões verbais e graves ameaças contra ministros do STF para favorecer interesse próprio.