Ladrão morto por PM de folga já queimou corpo de aposentado

Ladrão morto por PM de folga já queimou corpo de aposentado

COMPARTILHAR

O indivíduo morto por uma policial militar de folga em frente a uma escola em Suzano, na região metropolitana de São Paulo, teria assassinado um aposentado no ano passado. Elivelton Neves Moreira, de 20 anos, é apontado como o autor do roubo ao aposentado Renato Brígido, de 58 anos, em 2017. A polícia diz ainda que ele teria assassinado e queimado o corpo do aposentado.

O plano do aposentado era jantar com o filho, mas isso nunca aconteceu. O carro foi localizado no dia seguinte em um condomínio e, o corpo dele carbonizado, 20 dias após o crime. O latrocida (mata para roubar) teve a ajuda de um comparsa para a realização dos crimes. A dupla teria, também, tentado enganar as investigações policiais. Ambos foram detidos, mas liberados em seguida por que a prisão não foi em flagrante.

Assalto em escola

Um vídeo de câmera de segurança mostra o momento que uma mãe, uma policial militar de folga, reage a uma tentativa de assalto na porta da escola da filha em Suzano.
A cabo estava com outras mães e alunos na porta da escola da filha, aguardando a abertura do portão para a comemoração do Dia das Mães.

Nas imagens, é possível ver quando o homem chega portando um revólver calibre 38. Ele anuncia o assalto e aponta a arma para o grupo. A policial, então, aproveita a movimentação para sacar a pistola e atirar três vezes contra o suspeito, que cai baleado e morre durante o socorro.