Ladrão que matou no centro, saiu da cadeia há cinco dias

Ladrão que matou no centro, saiu da cadeia há cinco dias

COMPARTILHAR

O latrocida (mata para roubar) Alexandre Moreira de Moraes (23), apesar de confessar o crime, não diz a razão de ter matado o trabalhador Antônio Marcos Rodrigues de Souza, 34, assassinado diante do pai na desta segunda-feira (7) no cruzamento da avenida Mato Grosso com a rua dos Ferroviários, no Centro de Campo Grande. Ele se diz arrependido e fala que tentava arrumar dinheiro para pagar dívida com o Primeiro Comando da Capital – PCC.

Alexandre é um dos mais de 100 moradores de rua que, no dia 11 de abril, passaram por cadastramento em uma delegacia da Polícia Civil dentro de ações iniciadas na área central de Campo Grande para identificar pessoas em situação de rua. Recentemente saído de presídio ele se passava por morador de rua cometendo furtos na área central e região da feira central.

Busca intensa

Ontem ao final da operação de caça ao criminoso, trabalho que também teve ação da Polícia Civil policiais dando a situação como missão cumprida afirmavam “Foram 12 horas de perseguição, informações, poeira, carrapichos, até helicóptero ajudando, gasto de mais de 20 mil reais, uma vida e muito empenho para pegar um latrocida que a PM tinha prendido em flagrante a pouco tempo atrás, o Alexandre, saiu do sistema prisional há cinco dias e estava atrás de grana para pagar dívida com PCC, mas somos insistentes, o Brasil vai tomar um rumo, quando cada um fizer sua missão”.