Líder de facção é executado a tiros em Mato Grosso

Líder de facção é executado a tiros em Mato Grosso

COMPARTILHAR
SAMU chegou ser acionado, mas "Pamonha" morreu no local (Foto:TVCidade Record/Rondonópolis)

A “guerra” entre membros de facções pode estar se reinstalando no Sul de Mato Grosso, conforme define a polícia por conta da execução de Edimilson Filho Alves da Silva (23), o “Pamonha”, crime ocorrido na noite desta segunda-feira (14), na cidade de Rondonópolis. Com passagens pela polícia por tráfico de drogas, porte ilegal de armas e crime ambiental com armazenamento de peixes, “Pamonha” foi executado com tiros na cabeça e pescoço quando estava no volante de seu carro.

A execução aconteceu no Bairro Jardim Ipanema e segundo a polícia, “Pamonha” seria um dos líderes do Comando Vermelho na região e bastante querido em seu grupo. Ainda conforme a polícia, a vítima foi morta quando um homem até então desconhecido que estava em uma moto, se aproximou do carro de Edimilson, um Hyundai i30 preto e em seguida atirou várias vezes na cabeça dele.

Edimilson era definido pela polícia como grande líder do Comando Vermelho

Entre as passagens de Edimilson, a polícia aponta como uma das últimas quando ele foi apanhado em fevereiro deste ano pela Polícia Militar Ambiental com 623 quilos de pescado irregular em casa. “Pamonha” também teria implicações no contrabando. A polícia não descarta a possibilidade de retaliação por parte de “colegas de Pamonha”, o que pode gerar tentativas de vingança.