Livre de sequestradores, jovem caminhou muito e passou noite em comunidade indígena

Livre de sequestradores, jovem caminhou muito e passou noite em comunidade indígena

COMPARTILHAR
Peter e o pai David no reencontro.

David Reimer, pai do jovem menonita Peter Reimer, libertado após ser mantido sequestrado durante uma semana, comenta detalhes sobre a libertação do filho e as instruções fornecidas pelos sequestradores.

Após as exigências do EPP serem atendidas com a entrega de alimentos em diferentes comunidades no norte e também em Assunção, a libertação de Peter foi finalmente confirmada esta manhã no departamento de San Pedro, zona fronteiriça entre Santa Rosa del Aguaray e Capitán Bado.

Don David Reimer, pai do jovem, deu oficialmente a notícia aos meios de comunicação que acompanham o caso, demonstrando muita alegria ao reencontrar o filho são e salvo. O pai relata que Peter está bem de saúde, embora abalado emocionalmente com tudo que ele teve que passar durante seu sequestro. “Ele vai ter um descanso, sim ou sim, para que possa se recuperar um pouco.”

David relata que o filho foi libertado ontem (segunda-feira) à noite em uma comunidade indígena próxima chamada Jeroky Roka e passou a noite lá. Os moradores deram-lhe alimentação e uma cama para que pudesse descansar. “Quando ele chegou estava com febre alta, pois caminhou muito, passou por riachos e pelas montanhas”, mencionou David Reimer.

Ele comentou que os sequestradores o avisaram sobre a libertação do filho por volta das 6h de hoje e pediram que só ele e outra pessoa deveria ir procurá-lo, caso contrário “eles o matariam”. Reimer estava muito animado durante a entrevista por ter o filho de volta e agradeceu o apoio de todos os cidadãos e da mídia durante os dias de angústia. As forças de segurança não informam sobre algum tipo de investigação do caso.