Mais de 20 assaltantes morrem em confronto com PRF e PM em...

Mais de 20 assaltantes morrem em confronto com PRF e PM em Minas Gerais

COMPARTILHAR
Armamento usado pelos quadrilheiros no confronto.

Intensa troca de tiros deixou vários bandidos mortos na madrugada deste domingo (31), em um sítio no município de Varginha, no sul de Minas Gerais. Os mortos são apontados como integrantes de uma quadrilha responsável por mega-assaltos a agências bancárias, crime conhecido como novo cangaço e estavam prontos para atacar bancos na região.

Conforme a rádio Itatiaia, o confronto teve início após ação conjunta da Polícia Rodoviária Federal – PRF e Polícia Militar, e ao menos, 25 bandidos do novo cangaço morreram e os corpos estão no IML da cidade.

Além dos mortos, alguns criminosos ficaram feridos e foram levados para Unidades de Pronto Atendimento (Upas) e hospitais da região. Durante a ação, também foram apreendidos muitos explosivos, além do arsenal como dez fuzis, uma escopeta calibre 12 e uma metralhadora ponto 50, armamento que derruba até aeronaves.

Também foram recolhidas outras armas, munições, granadas, coletes, miguelitos – pregos retorcidos usados para furar pneus e auxiliar na fuga de criminosos – e dez veículos roubados.

Nota oficial da PRF

“A Polícia Rodoviária Federal em ação conjunta com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) deflagrou uma operação na madrugada de hoje, dia 31, em Varginha/MG, para neutralizar possível ação criminosa, resultando em confronto com uma quadrilha que visava atacar instituições financeiras a fim de obter alta soma de dinheiro em espécie, provavelmente durante este feriado de Finados. Como resultado desta intervenção policial restaram vários mortos, todos integrantes da quadrilha do Novo Cangaço. A quadrilha possuía um verdadeiro arsenal de guerra sendo apreendidos fuzis, metralhadoras ponto 50, explosivos e coletes à prova de balas, além de vários veículos roubados. Foram arrecadados ainda diversos “miguelitos” (objetos perfurantes feitos com pregos retorcidos usados para furar os pneus das viaturas policiais”.

Bando estava preparado para guerra.