“Major Carvalho” é preso na Hungria com passaporte mexicano falso

“Major Carvalho” é preso na Hungria com passaporte mexicano falso

COMPARTILHAR
Foto: V.M.M. (Reprodução)

Sérgio Roberto de Carvalho, ex-major da PM de Mato Grosso do Sul que era procurado pela polícia de pelo menos três continentes, foi preso nesta terça-feira (21), em Budapeste, capital da Hungria. A informação é de fontes da polícia europeia e imprensa de Portugal.  Ele estaria com um passaporte mexicano falso. E ainda não há confirmação se ele ficará preso na Europa ou será extraditado para o Brasil. Oficialmente a Polícia Federal ainda não confirmou a informação.

No Brasil, Carvalho foi condenado em 2019 a 15 anos e três meses de prisão por usar “laranjas” em empresas de fachada para movimentar R$ 60 milhões. O ex-policial militar também foi condenado, em 2008, a 15 anos de prisão por tráfico de drogas. Com o nome de Paul Wouter, de um surinamês, ele foi preso na Espanha com quase 2 toneladas de cocaína em 2018. Depois, pagou fiança para responder em liberdade e sumiu.

A fuga foi marcada ainda por ele ter forjado sua própria morte. Um médico assinou um falso atestado de morte e a farsa só foi descoberta após troca de informações entre as polícias brasileira e europeia.