Mal da vaca louca leva à suspensão da exportação de carne para...

Mal da vaca louca leva à suspensão da exportação de carne para a China

COMPARTILHAR

O Ministério da Agricultura suspendeu temporariamente a exportação de carne bovina para a China, nesta segunda-feira (3). A medida é motivada por um “caso atípico” de encefalopatia espongiforme transmissível (BSE), doença popularmente conhecida como mal da vaca louca. A decisão deve causar perdas em frigoríficos brasileiros, que foram pegos de surpresa.

Brasil e China têm um acordo sanitário que prevê a suspensão da exportação em casos assim, para garantir a qualidade da carne e evitar a proliferação de doenças. A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) e outros países importadores também foram informados sobre o caso.

Medidas de segurança

A Secretaria de Defesa Agropecuária do ministério informou, na sexta-feira (31), que o caso foi registrado em uma vaca de corte de 17 anos. O material com risco de contaminação foi retirado e incinerado. As partes da vaca foram apreendidas como forma de prevenção. Com isso, a pasta afirmou que não existe risco de contaminação para a população.

A doença, que pode afetar seres humanos por meio do consumo da carne contaminada, provoca a deterioração rápida do cérebro. O indivíduo acometido perde as faculdades mentais e pode entrar em coma em alguns meses. Não existe cura para a doença. Atualmente, a OMS classifica o Brasil como de risco insignificante para este mal, já que, até o momento, foram detectados apenas casos isolados.

Fonte: Correio Braziliense