Maluf será levado de Brasília para São Paulo em UTI aérea

Maluf será levado de Brasília para São Paulo em UTI aérea

COMPARTILHAR
Imagem arquivo

Após ter sido internado às pressas em um hospital particular de Brasília, na madrugada de quarta-feira (28), o deputado afastado Paulo Maluf (PP-SP) não terá alta hoje (29), de acordo com o diretor técnico do Hospital Home, Cícero Dantas.

Ele estava preso no Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, desde 22 de dezembro, por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin. Maluf foi condenado a 7 anos e 9 meses de prisão, em regime fechado, pelo crime de lavagem de dinheiro, praticado enquanto era prefeito de São Paulo (SP) – entre 1993 e 1996.

Segundo a assessoria de Maluf, quando for liberado pela equipe médica, o deputado será transportado para São Paulo em uma UTI aérea. É na capital paulista que ele cumprirá prisão domiciliar, concedida pelo ministro Dias Toffoli, após a internação.

De acordo com o jornal O Globo, deputado deu entrada na unidade de saúde com “quadro de dor forte que começou na região lombar, irradiada para o membro inferior direito, piorada nas últimas semanas e nos últimos dias, dificultando a deambulação (andar) e a postura na posição ereta”.

Ainda segundo comunicado do hospital, a ressonância mostrou que o parlamentar tem estenose de canal (pressão sobre a medula espinhal e os nervos da coluna), com compressão das estruturas nervosas na região das vértebras L3/L4 e L4/L5. Não há previsão de alta.

Conforme o último boletim médico, divulgado nesta manhã, o deputado “apresentou leve desconforto respiratório” e precisou de oxigênio suplementar. Ao longo do dia, Maluf aguardará o resultado da avaliação de uma punção feita na coluna vertebral.