Marcelo Salomão deixa Procon/MS após seis anos em defesa do consumidor

Marcelo Salomão deixa Procon/MS após seis anos em defesa do consumidor

COMPARTILHAR
Divulgação.

Após seis anos à frente da superintendência Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), o superintendente Marcelo Salomão deixa o cargo, com sentimento de dever cumprido. “Durante este período tivemos diversos avanços em relação à defesa do consumidor, sempre pautados no interesse da população”, destacou Salomão.

Durante a sua gestão, Marcelo Salomão atuou no fortalecimento do Sistema de Defesa do Consumidor, auxiliando na abertura de Procons municipais em diversos municípios do Mato Grosso do Sul. Nesse período, a superintendência realizou diversas fiscalizações e pesquisas de preços, com objetivo de combater os abusos por parte dos fornecedores.

Um dos destaques foi a questão dos combustíveis, onde o Procon/MS teve papel de extrema importância fiscalizando e dialogando com as partes responsáveis para que os consumidores tivessem acesso ao preço justo no litro do combustível. Durante a pandemia, o Procon/MS teve papel fundamental combatendo abusos por parte dos comerciantes no preço de produtos fundamentais, como Equipamento de Proteção individual (EPI) e também no valor dos produtos que compõem a cesta básica.

O Procon/MS foi pioneiro na criação do Núcleo Permanente de Atendimento ao Consumidor Endividado e Superendividado (Nupaces), com objetivo de oportunizar a renegociação de dívidas da população e devolver o poder de compra. A superintendência criou o Núcleo de Notificação e Digitação de Processos – NUNDP, com instalação de sala com equipamentos específicos de maneira a possibilitar a realização virtual de audiências e, com isso, além de agilizar os processos, diminuir sensivelmente o fluxo de pessoas nas dependências do órgão. Também iniciou o processo de digitação dos processos.

A gestão de Marcelo Salomão também ficou marcada pela cooperação junto ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, com a instalação da unidade de atendimento da Justiça dentro da sede do Procon, dando agilidade no encaminhamento dos processos. O Procon/MS também instalou o “Procon Expresso” no Centro Integrado de Justiça (Cijus), funcionando como um segundo ponto de atendimento à população.