Marun diz que chefe da Sudeco perdeu “sanidade” e que vai demiti-lo

Marun diz que chefe da Sudeco perdeu “sanidade” e que vai demiti-lo

COMPARTILHAR

Conforme divulgado pela Coluna do Estadão (jornal o Estado de São Paulo) na manhã desta quinta-feira (22), o ministro Carlos Marun disse à ‘Coluna’ que vai demitir o chefe da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), Antônio Carlos Nantes de Oliveira, por perceber que “ele não está em boa sanidade mental”.

Isso após Antônio Carlos informar ao presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR), que vai disputar a vaga de candidato da legenda ao Planalto e contar à ‘Coluna’ que, após avisar que vai “bater chapa com Temer”, emedebistas lhe ofereceram o Ministério da Integração. “Foi muito estranha a oferta do ministério”, diz. “Nunca o governo havia cogitado a hipótese (do ministério), só agora que minha candidatura começa a incomodar”, emenda o chefe da Sudeco, sem nominar. Ele afirma que Jucá “não bateu palmas” para sua decisão e lhe avisou que a vaga é de Temer.

 

Irritado, Marun garante que demitirá

A reação do governo foi imediata. “Vou demiti-lo na segunda só por ter tido a ousadia de tentar plantar uma notícia dessa. Não faz parte do nosso plano oferecer qualquer coisa para que não dispute prévias”, rebate Carlos Marun. Sem perdão. O ministro ainda ironizou as pretensões do chefe da Sudeco. “Já apareceram seis candidatos do MDB: o Batatinha, a Mônica, o Cebolinha, o Bolinha, ele (Antônio Carlos) e o Mickey.”

Ex-deputado federal por Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Antônio Carlos foi nomeado por Temer para o comando da Sudeco em outubro de 2016 a pedido da bancada de MS. Ele ingressou no MDB em 1969 e vai se refiliar na próxima semana. Finaliza a publicação do Estadão.