Mercado Pires da Moreninha flagrado pelo Procon vendendo produtos impróprios

Mercado Pires da Moreninha flagrado pelo Procon vendendo produtos impróprios

COMPARTILHAR
Rede é reincidente nesse tipo de coisa.

Quase 300 produtos impróprios para o consumo foram flagrados por equipe de fiscalização da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão integrante da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast, em diligência realizada na terça feira (15) na loja do Supermercado Pires, localizado na rua Barueri, Moreninha I. A loja é parte da rede Pires, detentora de 19 lojas, sendo 16 só em Campo Grande e três em municípios do interior, como duas em Rio Brilhante e uma em Deodápolis.

Entre os 273 itens encontrados fora do prazo de validade, sem informações essenciais como validade, composição e procedência e, ainda, com embalagens amassadas ou violadas, destaque para 171 latas de leite condensado com validade vencida, situação em que, também, se encontravam 25 embalagens de bacon totalizando cinco quilos e 494 gramas. A variedade de produtos sem condições de consumo vai de sucos, isotônicos, sopas, linguiças, cereais para alimentação infantil a bebida alcoólica, melado de cana e cerveja.

Todos os produtos impróprios ao consumo, por representarem risco à saúde se porventura fossem consumidos, foram descartados e inutilizados na presença da fiscalização e, desse modo, não apresentam condições de serem devolvidos às prateleiras.

Alerta que salva vidas

Qualquer consumidor que se sentir prejudicado na relação de consumo deve formalizar denúncias ao Procon e, para isso, dispõe do telefone 151, do watsapp 9 9158 0088, do aplicativo “fale conosco”, integrante do site www.procon.ms.gov.br ou, ainda, se dirigindo pessoalmente à sede do órgão de defesa do consumidor à rua 13 de Junho 930 – centro – em Campo Grande.