Morador na fronteira é achado morto em Minas Gerais após pedir que...

Morador na fronteira é achado morto em Minas Gerais após pedir que mãe pagasse resgate

COMPARTILHAR

Um morador em Sanga Puitã, no Paraguai fronteira com o Brasil, com mãe em Campo Grande, foi sequestrado e morto na região de Belo Horizonte, Minas Gerais. A morte foi constatada após a mãe ser procurada por ele pedindo R$ 5 mil, pois estava em poder de homens que lhe matariam caso o dinheiro não fosse enviado até às 15h de ontem.

Pouco depois de 11h30 desta quarta-feira (27), a mãe de Fabio Ribeiro Acosta (24), moradora no Jardim Centro Oeste, em Campo Grande, recebeu uma mensagem de seu filho Fabio pelo Instagram, relatando que era preciso ela lhe enviar o valor de R$ 5 mil, pois ele estava com alguns homens dando a entender que havia sido sequestrado. Fabio ainda detalhou que precisaria pagar esse valor até as 15h de ontem (27) ou iriam enviar um vídeo dele sendo morto.

De acordo com a mãe, ela tentou de diversas maneiras entrar em contato o filho, mas o celular dele estava sempre desligado. Ainda conforme a mãe, Fabio mora em Sanga Puitã, na fronteira com o /Paraguai com o um tio, irmão de sua mãe.

Em contato com o irmão, a mulher foi informada que Fabio teria viajado para a cidade de Belo Horizonte, já com um amigo do filho, ela foi informada que Fabio teria viajado para São Paulo, mas já estaria de volta em um ônibus e que o celular dele estaria quebrado.

Morto em Minas Gerais

O caso foi denunciado na Depac-Centro e registrado como extorsão mediante sequestro. Diante da comunicação, a delegada Gabriela Stainle Pacetta manteve contato com a Polícia Civil de Minas Gerais, através do DHPP de Belo Horizonte e apurou Fabio foi encontrado morto e que o corpo está no IML de Belo Horizonte.