Morto no Canguru tinha passagens pela polícia e suspeita em homicídio

Morto no Canguru tinha passagens pela polícia e suspeita em homicídio

COMPARTILHAR

Executado na noite desta quinta-feira (28), em Campo Grande, com ao menos 20 tiros, João Lennon Ferreira dos Santos, de 31 anos, tinha passagens pela polícia por crimes de roubo, posse ilegal de arma e tráfico de drogas. Consta ainda contra João, suspeita de envolvimento no assassinato de Willian Henrique Matos dos Santos, 31 anos, o “Rosca”, morto no começo deste ano.

Willian foi morto com tiros na cabeça após discussão entre dois homens na rua Dos Topógrafos, mesma rua da execução de João. Consta que em meio a discussão surgiram dois homens em um veículo e se envolveram no problema, em seguida a vítima foi executada.