Mortos em confronto com GARRAS na fronteira ainda sem identificação

Mortos em confronto com GARRAS na fronteira ainda sem identificação

COMPARTILHAR
Policiamento foi reforçado na região. (Ilustração)

Só esta manhã a Polícia Civil deverá divulgar a identidade dos criminosos mortos na noite passada em Ponta Porã, em confronto com policiais do GARRAS e 1º DP da cidade. Outro quadrilheiro morreu, mas em confronto com o DOF e é apurado se estava com os demais. De acordo com a polícia, todos integram a facção PCC-Primeiro Comando da Capital que tenta assumir o controle do crime na fronteira.

Até a manhã desta terça-feira (12), sete integrantes da facção estavam mortos. O bando estava em uma casa usada como “QG” do crime nas proximidades da Universidade Estadual. Consta que oito faccionados estavam na casa e a maioria recebeu os policiais a tiros.

Em meio ao confronto dois teriam fugido pelos fundos da casa sendo que um deles pouco depois enfrentou uma equipe do DOF e morreu. Cinco pistolas, dois fuzis e dois veículos roubados foram apreendidos com o bando.