Motim em presídio de Cuiabá tem morte e presos querem saída de...

Motim em presídio de Cuiabá tem morte e presos querem saída de diretor

COMPARTILHAR
Materiais apreendidos pela manhã e possível estopim para revolta

Presidiários iniciaram na tarde desta terça-feira (20), a um motim na Penitenciária Central do Estado (PCE), no bairro Pascoal Ramos, em Cuiabá, Mato Grosso. As informações são de que o motim ocorre nos raios 3 e 4 do presídio.

A assessoria do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen-MT) afirmou que houve uma morte. Agentes prisionais estão averiguando informações para confirmar de fato, quantos detentos estão feridos e se houve mais de uma morte.

Em abaixo-assinado formulado pelos próprios presos, eles pedem que seja cancelada a nomeação de Francisco Revetrio como diretor do presídio, que assumiu a gestão da unidade penitenciária há poucos dias. Na carta, os presos denunciam que estão sendo vítimas de tortura, xingamentos, abuso de poder e mortes por espancamento sob a gestão de Francisco.

Na manhã desta terça-feira, agentes penitenciários realizaram uma revista no raio 3 e localizaram vários objetos ilícitos. Ao todo, foram encontrados 78 celulares, 290 trouxinhas de maconha, 5 facas artesanais, 15 chuços, 18 fones de ouvido, 1,6 kg de cocaína, 2,7 kg de outra droga e 30 carregadores de celular.