MPMS atende solicitação do vereador Delegado Wellington e resultado de votação para...

MPMS atende solicitação do vereador Delegado Wellington e resultado de votação para Conselho Tutelar é suspenso

COMPARTILHAR

Diante das irregularidades constatadas no processo de votação para a escolha dos Conselheiros Tutelares no período 2020/2023 de Campo Grande, realizada no domingo (6), o vereador Delegado Wellington (PSDB), encaminhou ofício ao Ministério Público de Mato Grosso do Sul, solicitando que a fase de votação para a escolha dos conselheiros fosse anulada.

Conforme consta na edição extra do Diário Oficial de Campo Grande – Diogrande, desta quarta-feira (16), o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) em atendimento a recomendação da 46ª Promotoria de Justiça de Campo Grande, Ministério Público Estadual (MPE), suspendeu provisoriamente o resultado do pleito.

De acordo com a deliberação nº 661/cmdca/2019, “considerando recomendações da 46ª Promotoria de Justiça de Campo Grande, Ministério Público Estadual, fica suspenso o resultado provisório das eleições do Processo de Escolha em data unificada para membros dos Conselhos Tutelares, Titulares e Suplentes para o quadriênio 2020/2023 em Campo Grande Mato Grosso do Sul”.

O parlamentar recomendou a anulação do pleito devido as ocorrências dos fatos, que geraram transtornos aos cidadãos, que ferem os princípios da democracia, tais como: falta de cédulas, falta de nomes de candidatos, problemas nos locais de votação, falta de urna eletrônica, ausência do nome de eleitores no caderno de votação, falta de apoio aos eleitores no dia da eleição, entre outras irregularidades.

“Os princípios da transparência e da democracia são primordiais em qualquer eleição. Não há outra alternativa a não ser determinar de ofício a anulação a referida fase de eleições”, relata o Delegado Wellington.

Com Assessoria